• contato@mckenzieimoveis.com.br / 19 - 3441-1888 / 3441-3818 / 19 - 99141-3832 / 19 - 98262-9721

SE DEPENDESSE DE MIM, EU COLOCARIA “A NEGOCIAÇÃO” COMO MATÉRIA ESCOLAR DESDE CEDO

18/06/2020

Eu, particularmente adoro negociar. E não é só imóvel, não, eu brinco que não saio da padaria sem negociar um bom acordo... exageros à parte, realmente me realizo negociando.
Você sabe que desde criança eu revendia meus gibis usados? Vendia também vasilhames num barzinho perto da minha casa, fazia pulseirinhas e vendia na escola, pintei camiseta, porcelana e quadros e... vendia também.
Mas comecei a ganhar dinheiro com vendas, quando aos 15 anos passei a vender de porta em porta as jóias de um “tio emprestado”, o Nelsom Degan que de vez em quando tirava uns dias de férias lá na cidade que eu cresci: Itanhaém. Muito obrigada, Nelsom Degan pela confiança.
Pois bem, eu sou da opinião que NEGOCIAÇÃO deveria ser matéria obrigatória nas escolas desde cedo, pois ela faz parte da realidade humana, mesmo que nem todos se deem conta disto.
É logico que fazemos muitas negociações sem perceber ou colocar o nome “ negociação”, pois o tempo todo precisamos fazer acordos, resolver diferenças ou encontrar soluções quer seja em família, entre amigos, na escola ou no trabalho.
Para que a negociação aconteça, duas ou mais pessoas precisam expor o seu ponto de vista e encontrarem um ponto em comum que todos se satisfaçam, desde a escolha do filme para assistir no cinema ou na TV, casais argumentando sobre as compras no supermercado, pais solicitando descontos nas mensalidades dos filhos, pais e filhos negociando horários para estudo ou diversão, irmãos definindo qual será o presente no dia das mães, enfim, estamos constantemente fazendo acordos, desde os mais simples até o fechamento da sua casa própria ou uma grande parceria entre empresas.
Entendendo a NEGOCIAÇÃO desta forma percebemos que todos nós podemos ser negociadores, o médico, a professora, o aluno, o advogado, a dona de casa ou a cabelereira, enfim, qualquer um, mas o ideal é que as partes envolvidas saiam satisfeitas ou pelo menos não completamente insatisfeitas com as decisões e acordos.
A maioria das pessoas acredita que NEGOCIAR seja pechinchar ou levar vantagem sobre o outro, mas na realidade NEGOCIAR é solucionar conflitos e procurar dar um desfecho satisfatório para as disputas.
Não saber NEGOCIAR pode levar você a perder dinheiro ou oportunidades.
Sair mais ou menos satisfeito numa negociação depende de vários fatores e de habilidades individuais das partes envolvidas.
Mas podem ficar tranquilos, a habilidade em negociar pode ser aprendida e melhorada, boa notícia, não é?
Como a NEGOCIAÇÃO é um processo de comunicação, no qual alinhamos interesses conflituosos, existem várias formas de conseguirmos melhorar nossas aptidões neste processo de NEGOCIAÇÃO.
Por enquanto vou relacionar aqui algumas dicas de negociação para o nosso dia a dia :
1- SEJA HUMILDE – Falta de autoconfiança é prejudicial, mas excesso de confiança também é, pois poderá aparentar certa arrogância ou prepotência. Nunca se esqueça, ser confiante não é ser arrogante. A humildade é uma excelente virtude para um negociador tanto em saber que você pode melhorar como ter a humildade em saber ouvir as considerações da outra parte.
2- SEJA EMPÁTICO – Escute e procure entender o ponto de vista do outro e adote uma postura compatível com os sentimentos da pessoa com quem você está negociando, criando um clima de empatia e confiança. Não podemos esquecer que cada indivíduo numa situação de conflito é um ser único, com suas crenças, educação, conhecimentos e histórias adquiridas ao longo da vida, assim, o respeito pela história de vida do outro é muito importante e um facilitador na negociação.
3- USE A INTUIÇÃO – Valorizando o seu “feeling”, a sua intuição, você poderá encontrar soluções viáveis, dando alternativas que podem dar a tão esperada solução para os conflitos. Estar sempre pensando no bem, sem rancor, ajuda muito a ter intuições positivas.
4- SEJA CLARO- Procure ser o mais transparente e objetivo possível ao apresentar a sua proposta ou ao expor um conflito, pois assim você evitará futuras divergências de interpretação. Repita com clareza e se preferirem podem até escrever os “combinados” num papel com a data e o nome das pessoas que estavam nesta conversa.

Bom, o texto acabou ficando longo, então, por enquanto vou parar por aqui e num próximo texto vou continuar escrevendo sobre boas dicas na NEGOCIAÇÃO. Ok?

Muito bom falar com vocês, obrigada.

Cecilia Mckenzie
MCKENZIE IMÓVEIS- 19 - 3441-1888
WhatsApp- 19 - 99141-3832

Limeira, Junho de 2020

Autor: Cecília Franceschini Mckenzie


Copyright © 2020 - McKenzie - Assessoria em negócios imobiliários - Todos os direitos reservados.